Quarta-feira, 21 de Outubro de 2009

A vida dos leões marinhos

 

 

 

 

publicado por leoesmarinhos às 12:25
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

Os leões marinhos a conquistar as fêmeas

 
   Os leões marinhos, assim como as focas, procuram praias para procriarem. Cada macho delimita seu território e reúne um grupo de fêmeas. O filhote é muito cuidado até ser capaz de ir para o mar e se defender.

   Estes animais vivem em grandes colônias formando grupos que variam de cem a mais de mil indivíduos, chegando a ocupar um raio de 50 km nas praias e rochedos, que servem como refúgios para descanso e reprodução, onde os machos podem formar filhos de 50 fêmeas.

   A gestação de uma leoa marinha dura em torno de 12 meses. E, pelo fato de nascerem em terra, os filhotes só aprendem a nadar depois de cerca de 2 meses de vida.
publicado por leoesmarinhos às 12:15
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

A vida dos leões marinhos

 

 

    Os leões-marinhos, também conhecidos por focas-orelhudas, são mamíferos carnívoros habitantes das costas rochosas, frequentemente confundidos com as focas.
Fazem parte da família dos otarídeos, a qual forma conjuntamente com a dos focídeos (focas) e dos odobenídeos (morsas) a ordem dos pinípedes, alimentando-se principalmente de peixes, crustáceos e moluscos.
Todos os representantes destas 3 famílias têm em comum o facto de abandonarem o mar apenas para a reprodução e mudança da pelagem. O virem a terra garante os acasalamentos que, de outro modo, estariam dependentes de encontros ocasionais no mar.
A família Otariidae compreende seis espécies de leões-marinhos, designação porque também são conhecidos devido à força da sua voz e à juba, relativamente espessa, exibida pelos machos. O leão-marinho de Steller, do Pacífico Setentrional, e que se encontra desde o Estreito de Bering até às costas ocidentais dos Estados Unidos da América e do Japão, é o mais corpulento de todos, chegando a medir seis metros e a pesar 3 toneladas.
A Octária do Árctico reúne-se em grupos de dois a três milhões de indivíduos - as maiores manadas de mamíferos existentes - na sua principal região, as Pribilof, no Pacífico Norte.
publicado por leoesmarinhos às 13:21
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

curiosidades

 

 

 

 

   Mais de 200 leões-marinhos apareceram mortos neste fim de semana na região de Punta Patache, a 1.700 quilômetros do norte de Santiago, Chile. A área fica nas cercanias do porto de Iquique.
   Segundo o governo chileno, o fenômeno El Niño - aquecimento cíclico natural das águas superficiais do oceano Pacífico - pode ser o responsável pelo desequilíbrio ecológico no país. Grande parte dos animais mortos são filhotes.
    Provavelmente, por causa das águas mais quentes, as mães das crias tiveram que ficar mais tempo no mar atrás de comida. A vida marinha costuma fugir do calor. Os jovens leões-marinhos, portanto, podem ter morrido de fome.
    Grupos ambientalistas regionais apontam uma outra possível causa para o desequilíbrio: a poluição. No local, existe uma indústria de molibdênio, uma termoelétrica e algumas mineradoras.
    No ano passado, por causa também do aumento anormal da temperatura das águas do Atlântico, ocorreu uma migração inédita de pinguins pela costa do Brasil. Os cientistas associaram o fenômeno diretamente ao aquecimento global.

 

 

publicado por leoesmarinhos às 13:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A vida dos leões marinhos

. Os leões marinhos a conqu...

. A vida dos leões marinhos

. curiosidades

. Leões marinhos mortos

. A vida dos leões marinhos...

. Curiosidades das ilhas Ga...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds